sexta-feira, 4 de abril de 2014

Visitando o Murilo, sobrinho de Coração







Quem me acompanha há anos, sabe que eu e Nana temos uma história. Quase como filhas de barrigas diferentes e vê-la tão plena, realizada, com sua própria família, própria casa, é tão bom. Aquece o coração. O bebê dela é lindo, feliz, super bem cuidado e cheiroso demais. Já tem o meu amor de tia, o Murilo.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Conheci o Maracanã novo

Não gosto de futebol, não gosto de ir a estádios assistir a partidas, mas não posso ignorar da paixão que o futebol exerce sobre as pessoas, sobre as nações e a responsabilidade que é ser anfitriã em uma Copa do Mundo, como a Cidade do Rio de Janeiro o é!

Rodrigo sempre fala que esporte é legal, uma oportunidade de carreira, trabalha a auto estima de um povo e temos um livro sobre isso e o filme, que me fez chorar:




Eu não curto a rivalidade das torcidas, nem a violência e sendo mãe de menino, me apavora ver onde isso pode enveredar. Tremo só de pensar em um fanático aqui em casa. Rodrigo é super cabeça, lida bem com as competições, gosta do futebol como um todo, acompanha, conhece os outros jogadores, analisa os campeonatos e acho que ele tem muita sabedoria para passar para o nosso pequeno.

Acho legal enquanto hobby, ver famílias inteiras uniformizadas, como a da minha amiga de faculdade, a Wanice e sua linda família tricolor, mas aqui em casa, rola um Fla Flu.

Então pra mim, esse antagonismo faz perder a graça, a ida ao Maracanã, sabe?

Eu queria que todos fôssemos do mesmo time, mas não somos. Minha memória afetiva, é rubro negra e eu adoraria ver Miguel brincando e torcendo com os primos e tios, mas o legado é do Rodrigo mesmo e ele quem influencia o Miguel na escolha.

Eu gostei de ver o estádio de primeiro mundo, espero que isso reflita em outras áreas. Não podemos esquecer que educação, saúde e sim, esporte são fundamentais para uma nação.

Convenci até meu sobrinho Vascaíno a acompanhar-nos no programa, para ver o Maraca novo! Foi bacana! Eu fiquei um pouco aflita com uma confusão na torcida tricolor e também ao ver os seguranças a posto, com medo da confusão, ainda mais com meu pequeno lá...se fosse algo mais tranquilo, iria mais vezes...




















terça-feira, 1 de abril de 2014

Comemoramos o Valentine´s day e eu fiz essas flechas, que vi em um site e usei lápis para o Miguel levar para a escola





As datas internacionais nos mantém globalizados e ainda nos dão mais motivos para comemorar. Em casa, mudamos o poster desse quadro que ganhei da Nana e imprimi as flechas do cupido, para o Miguel levar lápis para as professoras. Foi bem legal! Dia do amor!

segunda-feira, 31 de março de 2014

Niver do sobrinho. Parabéns Kauan, Deus abençõe! Adoramos comemorar com você e conhecer o Rio Water Planet.


Esse ano, Kauan voltou a ficar conosco antes de ir para a escola. O Miguel ama a companhia. Providenciamos uma surpresa para ele. Um mural, que pode ser tabuleiro de botão. Ele adorou. Miguel e ele jogaram botão na hora...enfeita o quarto e vira brincadeira. By Formatos.


Careta pra esquisitisses e coisas chatas e que venham os 9 anos!

Com a mãe coruja

Animado com o bolo

Com a mãe, o irmão e o tio Wellington

Comigo

Domingo a farra continuou no Water Planet. Eu achei que fosse ser horrível para o Miguel, mas por incrível que pareça, tem muito brinquedo para a idade dele e melhor, sem fila.

Ele amou a piscina com 18 tipos de ondas diferentes e furou onda, mergulhou...foi hilário!


Tem coisa mais pinto no lixo? Tão bom ver o sobrinho que você ama realizando o sonho dele! Que seja sempre assim!

Maridão curtiu também a piscina com ondas e foi super companheiro de aventuras

A tchurma!

Tem muita sinalização, é tudo muito limpo. Fiquei curiosa pelo passeio com guia.



Sonhei em ficar sentada nessas espreguiçadeiras na água, tudo de bom...achei que só tivessem coisas radicais, mas tem um espaço relaxante também.

As crianças brincam em brinquedos separados por faixa etária



Esse rio é muito legal...eu queria ter descido no rafting

Será que ele gostou?

Valeu a pena!

E Miguel fez 4 anos!!!!

 

Viva o Miguel!!! Incrivel, a semana foi tão corrida, houveram tantos imprevistos, que não consegui fazer vídeo, fotos e nem homenagem ao meu pequeno, no dia 18 de março e isso me incomodou...mas, eu fiz algo que não me permitiu criar essas coisas que tanto amo, brinquei com ele. Primeiro, fiz os cupcakes para a turminha dele decorar junto e cantar parabéns. Fiz a linha do tempo dele com fotos e biografia para a professora contar na linha do tempo montessoriana. Fiz as almofadas para presentear o cantinho da leitura. Organizei a festa dele, cuidei de sua pneumonia, o levei ao hospital para exames, mediquei, fiquei noites sem dormir, trabalhei, enfim, foi uma abençoada loucura...deu tudo certo. Conversando com minha irmã, madrinha dele, ela me disse: "Mais um ano com o filho vivo, saudável, protegido, em família, tem que comemorar".

Tem muita gente que acha festa infantil o fim da picada, dinheiro desnecessário, tempo desnecessário, enfim...cada um com sua opinião, visão de mundo. Acho que quando tem verdade, quando você consegue reunir pessoas que fazem parte da vida do seu filho, quando não tem piração, ostentação ou fazer coisas porque viraram questão de honra...acho que vale a pena celebrar. Eu gostaria de celebrar todos os anos de vida do meu filho, reunindo pessoas que gostam e vibram por ele. Peço que estejam perto de nós, só quem nos ama, quem nos admira e respeita. Claro, a vontade é convidar todo mundo, mas às vezes, o orçamento não permite e também acho que perde um pouco a intimidade da festa. O que fazer quando temos família grande, amigos presentes? Ainda não rola fazer em casa, porque tem muita criança pequena e o legal é que tenham espaço para correr, brincar livremente e esse ano foi incrível, porque o meu trabalho permitiu que realizássemos a festa na Q-Tal Festas
A Adelaide, a Jane e toda a equipe foi muito bacana, profissional e competente. Sonhamos uma festa ao ar livre, com banho de mangueira, futebol, sacolé, muro de escalda e tirolesa, mas o tempo foi de chuva, então as brincadeiras foram "indoor" mesmo. Ainda assim, a atmosfera lúdica foi sensacional. Todos voltamos um pouco a ser criança.

Uma das coisas que amo na minha família, temos Rebello de todos os tipos, lindos, sempre! 

Gerações brincando




A vó Marly fez os robes Jedi, que deram o clima da brincadeira. Jedis e Leias puderam correr, lutar, sonhar ao som de Star Wars...




                                                         Uma graça o mobiliário provençal















 Meu Jedi favorito! Com a roupa especial que a vó Marly fez. Gratidão, Querida! A espada, foi o papai quem fez e a amiga Alice me contou que em terapia, usa-se guerra de macarrão...para extravasar, aprender o limite e foi um barato ver os meninos pedindo o robe e a espada...


 O bolo ficou exatamente como queríamos. Tia Katia arrebentou. E era bolo formigueiro, apesar da pasta americana, bolo fofo de mãe por dentro. Enfeitou, encantou e foi devorado!






Me emociono sempre nessa hora


 Minha irmã foi super Dinda, recortou muito, colou muito e ajudou a personalizar o tema. Valeu, irmã!
                                                               Padawan Vicente, lindo!

Foram tantos imprevistos...queríamos ter feito o estilingue grande para a brincadeira do angry bird e naves espaciais...mas, não foi possível. Fizemos o que foi possível, colocamos a mão na massa, nos envolvemos e vimos as crianças brincarem muito.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...