terça-feira, 29 de julho de 2014

Eu amo tudo que tenho e sou grata ao universo!


Com a Copa do Mundo, tivemos muitos encontrinhos aqui em casa e uma movimentação gostosa de energia com visitas de amigos que não convivíamos há tempos. Sempre gostei de receber pessoas queridas em casa e compartilhar do que eu tenho, viver momentos especiais e acho que quando nesses encontros, as pessoas trazem algo para somar à refeição, à decoração ou no envolve-se no preparo em si das coisas, faz com que todos possamos nos senti parte, nos sentir acolhidos e essa sensação é muito gostosa. Acho que por isso que gosto tanto dos momentos em que recebemos as pessoas aqui em casa. 
Os preparos para momentos gostosos na Copa do Mundo, me fizeram voltar com um ritual bacana, que sempre foi muito elogiado por todos que já recebi em casa, mas que andava meio esquecido...acender velas, criar climas gostosos e explorar maneiras diferentes de usar os mesmos objetos, criando atmosferas diferentes...
Quando faço isso, entro em contato diretamente com minha essência e minha alma sorri, minha deusa interior dá pulinhos de alegria e ganho força para ser feliz, para realizar coisas.
Eu posso não ter tudo que amo, mas amo tudo que tenho, de verdade e coração. Minha mãe dizia muito essa frase e eu a tenho dito diariamente. Amo cada cantinho da minha casa, amo meu marido, meu filho, meus amigos, meus familiares, meu trabalho, meus cachorros, minhas plantas, as pessoas com quem trabalho, meus vizinhos, meu carro, meus objetos de decoração...amo, amo e amo!
Essas lanternas ganhei de presente da Nana e da Flavia... e elas sempre tornam os momentos especiais. Eu quero lanternas grandes, de jardim, mas já amos essas minhas pequenas notáveis.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Jogo de dardo do Kauã!!!


Eu sempre gostei de jogos de pub...quando era adolescente, frequentava um lugar chamado Boka Loka, que depois virou The Best e tinha jogos de dardo, sinuca e eletrônicos...adorava ir lá e quando montei o apt do Centro da Cidade, eu coloquei um dardo de plastico e aqui na casa da Região Oceânica, coloquei um dardo de verdade....e os meninos adoravam e detonaram minha porta...meu afilhado Kauã sempre me pediu um jogo desses, mas eu nunca tinha conseguido comprar. Até que achei o jogo de dardo com ímã e amei...vem numa embalagem bem bacana. Depois eu mostro. Comprei um para o Rodrigo, no dia dos namorados, para o Kauã, meu afilhado e para o Kauan meu sobrinho e queria comprar mais, pois é um ótimo presente para homens...para quem inaugura casa nova...adorei.


Missão cumprida e nesse dia, Gabriel, Kauã e Miguel brincaram muito!

O que seu coração te diz? * Conecte-se com a sua verdade: você SEMPRE sa...





Eu fiquei um tempão sem conseguir escrever no meu blog, o Casa da Céu e isso estava me deixando triste, porque eu gosto muito de escrever e preciso. Tanto na terapia, quanto no desenvolvimento espiritual, sempre me aconselham a escrever. Eu sempre tive agendas, que fazia de diário e gostava de reler no fim do ano e fazer o balanço de como me sentia, do que vivi, acho que escrever tem uma ação libertadora e de cura mesmo e me ajuda a me manter focada, a diminuir a ansiedade. Fora, que o blog é uma ferramenta e tanto, porque você vai colocando as informações na ordem cronológica e depois você pode olhar e fazer um balanço, matar a saudade, compartilhar com gente querida do mundo todo, familiares, amigos e até fazer novos amigos, que mesmo virtuais, te dão o maior suporte.

Então, eu me comprometi a voltar a escrever no meu blog, a tratar do meu universo como prioridade também e a fazer algo que eu gosto tanto.

Eu tô num processo de olhar para dentro, que começou perto dos 30 e agora eu acho que estou perto dos 40, faço 39 esse ano, o que tem traz esse olhar para dentro com mais força. Olhar para dentro assusta, mas é a única maneira de entender a si mesmo, o entorno e de fazer escolhas. Sei que muitas coisas que me deixam tristes ou infelizes ou ansiosas, dependem de minhas atitudes e escolhas ou da maneira de lidar com as situações que não posso mudar, que não dependem de mim.

Estou fazendo personal coach com a amiga e cliente Ana Paula Santos, do Clube da Dieta, estou fazendo pilates com a ex aluna e professora de pilates Giselle Taouil e com a Malu na Tao Fisio e estou me esforçando para ficar em paz com corpo, mente e espírito e com isso, não sobrecarregar meu filho, meu marido, meus clientes e amigos com minhas ansiedades, inquietações e insatisfações...tem dado resultado!

Somos essencialmente responsáveis pela nossa felicidade.

A Ana me recomendou a oração de São Miguel Arcanjo, muito poderosa, na verdade, uma limpeza espiritual e a oração da Co-Criação, que estou apaixonada pelo conceito, inclusive. Na busca, no You Tube, eu achei a Flavia Melissa, uma Psicóloga que trabalha com bioenergia, coach pessoal e os vídeos dela tem me ajudado muito. Até porque, não estou podendo no momento, frequentar a Casa espiritual e nem fazer terapia. Então, eu estou usando os recursos que posso no meu processo em busca de ficar bem com a cabeça, o espírito e o coração.

Sempre que estou agitada, desanimada, ansiosa, triste ou querendo refletir, começo o canal de vídeos dela e ouço e reflito.

O legal dos vídeos, é que você pode colocar no celular, na Smart TV, no Smartphone e ouvir enquanto você escova os dentes, se arruma, cozinha e até fazer uma pausa no trabalho e ouvir...eu super recomendo.

Eu lembrei de várias coisas que pensava, que acreditava, que compunham minha essência e tô me juntando em pedaços, depois de tantas transformações na minha vida.

Eu sempre ouvi da minha mãe, da minha avó, que eu que fazia o lugar onde convivia e não os lugares que me faziam, que eu era responsável pelas minhas escolhas, que eu podia mudar sempre que quisesse e os vídeos da Flavia trouxeram isso à tona.

Para mim, que estou me reinventando profissionalmente e construindo uma carreira sólida, onde eu trabalho de casa com propaganda e marketing de mídias sociais estou precisando muito dessas reflexões, porque é um processo difícil, trabalhoso, solitário, mas também que me dá muito prazer.

Eu gosto de fazer o que eu faço, sei que o faço muito bem e aprendo e me aprimoro todo dia, agora preciso escolher os bons negócios e me estabilizar financeiramente.

Ela fala muito disso, porque é autônoma também. Outro dia, ouvindo o vídeo da Isabela Mascarenhas, que postei AQUI, juntei com os vídeos da Flavia que falam sobre isso.

O autônomo não tem renda fixa, benefícios, férias remuneradas, mas tem o que? O tempo! A flexibilidade do tempo e eu estava sendo muito dura comigo, desde que comecei a trabalhar para mim mesma e não tava me cuidando e isso me deixava chateada. Então, resolvi aproveitar e tô indo ao Pilates, ouvindo os vídeos, vou escrever no meu blog pessoal, brincar com meu filho, namorar muito meu marido e também ir a médico, dançar todo dia 40 minutos para emagrecer, ver o por do sol, ir à praia no meio da semana, fazer minha pós gradução a distância. Sabe por que? Porque pago o preço da minha escolha e não tenho um monte de coisas, que tinha quando tinha um emprego formal.

Então, eu preciso transformar meu momento atual em algo que eu sinta prazer e não só o peso do desafio de provar para o mundo que fiz a escolha certa e que posso ser bem sucedida.

Só quando estamos felizes e em paz conosco, as coisas fluem!

Esse vídeo da Flavia me deu um sacode outro dia.

A distância entre o que queremos ser está entre nós e as nossas atitudes, ou como esperar resultados diferentes se fazemos sempre as mesmas coisas?

Meninas, recomendo!!!!

domingo, 27 de julho de 2014

E os pratos decorados do Spolletto foram para a parede!

O Luiz me ajudou a criar espaço para receber minha mesa nova!!! Depois eu mostro e conto sobre a mesa!!! Eu precisei tirar tudo do meu bar e encontrei os pratos da coleção do Spoletto de 2 anos atrás...e aí lembrei que tinha visto um PAP com arame e pedi ao Luiz para usar o arame e finalmente pendura-los. Sempre quis ter algumas coisas legais na parede e criar uma atmosfera de pub ou espaço gourmet aqui na varanda.



Ficou muito legal!!! Todos que viram já elogiaram...

Separei um PAP para quem deseja pendurar pratos:


E a Copa do mundo no Brasil em 2014 foi incrível!


Eu curti o trio, achei charmoso, cosmopolita e adorei a música, me empolguei, organizei todos os jogos do Brasil com torcida aqui em casa...


Primos vendo o jogo junto, com enfeites, petiscos, animação...me lembra a infância e uma fase, quando minha mãe, junto com o pessoal do Barro Vermelho, onde cresci, em São Gonçado...se juntavam para decorar as ruas, com latinhas de cerveja pintadas de verde e amarelo...nem tinha a onda sustentável que há hoje.


Por aqui, a decoração foi misturando o que tínhamos em casa, o universo lúdico do miguel, e ganhei vários mimos...ganhamos...oculos que a vó do Miguel deu de presente, a vuvuzela, que Ane nos deu...rs


Na escola Prisma Montessori, que AMO e acredito e confio, Miguel participou de um projeto gigante em sua essência e criou a bandeira com caixas de leite e reciclagem...dançou a canção da Coca-Cola, conheceu o Mascote, outros países, outros continentes, na geografia, cultura e mergulhamos com ele. 


O dia dos namorados esse ano caiu na estreia da Copa e jogo do Brasil. O nosso jantar romântico foi assim, né Ane? Lindos, curtindo juntos o jantar a dois, que estava uma delícia. gnocchi nas casseroles, by Anelise, à luz de velas e fondue de morango com chocolate...


Minha irmã trouxe esses desenhos que viraram posters e pintados pelo Kauan ficaram até o último dia a postos.


Miguel amou a roupa do Fuleco que o pai deu e os óculos do Brasil que a avó deu


Brinquedos verde e amarelo na torcida


Vi que temos as cores do Brasil no dia a dia aqui em casa


Star Wars na Copa com nosso vizinho fofo


Lindo torcedor!


No dia da dança da escola!


Ganhei essa máscara linda da Marly e a bandeira da Marly...amei!


Sobrinhos lindos, patriotas


Nick veio linda, fez olhão esfumado e degradê e coloriu nossa Copa!


Torcida de amor!


Foi bacana!

Copa do Amor!

Alegria!

Ane, linda bar tender

Gatinhas com drink sem alcool

Oração Co-Criação de Kryon.wmv





Essa outra oração também tenho escutado por orientação da minha personal coach, Ana Paula Santos, do Clube da Dieta e ajuda muito na compreensão do que é co-criação. Ano passado, coloquei essa oração na noite do natal e compartilhei com familiares e amigos. Vale a pena.

LIMPEZA DOS 21 DIAS DO ARCANJO MIGUEL COM SOM 528HZ DA CURA mp3

 



Oi, tudo bem? Eu quero compartilhar com vocês algumas coisas que tenho feito para meu momento atual, onde tenho buscado melhorar como pessoa, mulher, mãe, profissional, psicologicamente e espiritualmente. Minha personal coach e amiga Ana Paula Santos, me mostrou essa oração de Miguel Arcanjo e realmente ela é muito poderosa. Muito interessante se você ouvir de manhã ou antes de dormir. Ela nos coloca em contato com o que há de mais poderoso em proteção espiritual. Me socorreu em um momento onde eu saí de mim e tive uma briga horrível e realmente nos faz nos manter nos trilhos. Vale a pena.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Fazendo as pazes com meu corpo, com minha aparência


Eu gostei de ter entrado nesse macaão, sem elástico, tamanho G (Pequeno). Resultado de meses fazendo Pilates na Tao Fisio, com Giselle Taouil e Malu, caminhando, dançando no Wii e evitando coisas que me engordem durante a semana e no fim de semana também.
Aprendi a compensar quando pego pesado.O cabelo novo vem para afirmar para mim que sou mulher, tenho vaidade sim, sou bonita e posso ter um corpo que me caiba.
Adorei ver minha cintura, meu corpo violão e descobri que eu tinha uma visão super distorcida da minha imagem, sempre me achei gorda. 

O Facebook trouxe fotos do passado, tanto do escotismo e agora da faculdade, compartilhadas por amigos recém encontrados e eu vi que eu não era gorda...

Então, deixando de assumir esse padrão, como me ensina a coach Ana Paula Santos, do Clube da Dieta e indo rumo à minha imagem real.


Sou a última da direita e vejo que eu não era gorda...e olha que aqui eu tinha saído 10 kg além do peso normal, devido a correria para o estágio, para dar aula e stress com perdas familiares, etc.


quarta-feira, 14 de maio de 2014

Farra no café da manhã de dia das mães


Nossa pequena notável, a Nescafé Dolce Gusto, Adriana Barra

Meu amor lindo, com sorriso forçado (rs) e as flores que me deu com seu papai lindão...adoro essas gentilezas e poder proporcionar um clima de valor às coisas gostosas da vida.


Meus gatos e o café da manhã chic que ganhei.

Ps: Eu adoro ganhar eletrodoméstico chic! Essa cafeteira veio de um clube de vantagens do HSBC, ou seja, ninguém esperava...mas adorei o Rodrigo e a Lu terem pensado em mim e escolhido e ainda vem mais uma surpresa.



terça-feira, 13 de maio de 2014

16 anos da turma Ordenadores do Universo, do curso de Biblioteconomia da UFF, com direito à reencontro e fotos!

Adorei essa foto, vou imprimir!

Meu melhor amigo da Faculdade, um irmão de alma, Rinaldo Magallon, que tem uma família linda, me encorajou sem querer a ter filho, com seu lindo Rian e é sempre presente em nossas vidas até hoje. Amei a foto!

A turma com a professora Mara...só sorrisos...fico feliz por ter contato com a maioria e estou animada com nosso reencontro esse mês.


Quando vi essa foto chorei tanto...sou nostálgica e essa data foi muito forte para mim. Havia toda uma expectativa na minha família para que eu concluísse o terceiro grau e tivesse um diploma. Eu fui criada pela minha avó, não fui assumida pelo meu pai e tive o suporte da família da minha mãe, inclusive dela, que foi muito perspicaz em seus ensinamentos e em suas conversas e ela me ajudou a trilhar a faculdade sem me desviar, em 4 anos, até obter meu diploma. Como disse a Cris, dona do acervo de fotos, que temos compartilhado em nosso Facegrupo da turma, não era fácil estudar na UFF. O curso era integral, tínhamos aulas em todos os campus, eu fazia estágio em Botafogo.Outro dia passando por lá, lembrei do quanto era difícil chegar e ir embora de lá, já naquela época. Cada dia eu tentava um caminho, com baldiações diferentes, fugindo do trânsito. Dava aula de inglês em Madureira e Caxias, e aos sábados em Niterói. Fui presidente do Diretório Acadêmico, o que rendeu amigos e vivências ótimos e fui monitora de Restauração, muito encantada com meu professor, que tornou-se meu orientador, o Gilson, que também já não está mais entre nós.
Então, quando olhei essa foto, veio toda a sensação e sentimentos misturados juntos. A turma foi ficando tão unida, mas tinha um pessoal politizado que não concordava com a ostentação das formaturas. Eu não tinha condições de fazer tudo como mandava o figurino e a Cris Sampaio foi determinada a nos convencer a celebrar. Ela já tinha uma experiência no assunto, e conhecia floristas, pessoas de buffet e nos encorajou a lidar com a Preus de maneira pé no chão. Cada um contratou da empresa responsável pelo cerimonial (só havia essa em Niterói, na época) somente o que coube no bolso, literalmente. Eu não fiz o album, por exemplo...e somente agora estou vendo essas fotos. Eu tirei fotos com minha câmera, a Thath quem fotografou e as fotos ficaram bem espontâneas (famosas hoje, mas não eram comuns antigamente).
E nos organizamos, montamos uma Comissão. Cada um se responsabilizou por alguma coisa e eu não sei de onde tirei forças para estar nessa comissão. Eu engolia o choro, pensava em quem eu gostaria que estivesse ali e que eu tinha certeza de que estaria ao meu lado nessa hora, mas não estaria de fato...enfim...foi muito difícil para mim.
No dia, ainda foi difícil, mas tive presenças incríveis, como as do Alexandre Barreto, Zapata. Até meu pai apareceu...Rossana veio de Santos, só Deus sabe como e se envolveu nos preparativos (ela tá aí ajudando a fazer a mesa de frutas, na véspera, conosco). Minha irmã, caçula, minha tia Katia, a quem devo ter completado os estudos. Minha madrinha, primos, tios...amigos...foi muito especial.
Eu aprendi a celebrar e que nem sempre todos que gostaríamos que estivessem presentes em nossas vidas estariam (aprendizado difícil e doloroso), mas aprendi a valorizar muito quem está e se faz presente e me valoriza pelo que eu sou e reconhece o que eu faço.
Lembro de dançar muito com meus amigos de Angola, minha madrinha no meio...lembro que os olhos de cada um brilhava e que estávamos lindos, as meninas quase unânimes em seus longos pretos e plataformas e os meninos de social.
As jóias foram um empréstimo da minha super chefe, amiga e mãe de coração Teresa. A quem devo cada puxada de orelha para me manter no prumo e não pirar, tamanhas situações difíceis eu passei durante a faculdade. 
Carla Sartor também foi...enfim...fico feliz ao ver que aprendi que a na vida os rituais, ou ritos de passagem são importante. Encerrar um processo, cumprir uma grande etapa, como uma graduação é digno de festejar sim!
Aprendi a ter leveza e a comemorar tudo!

E agora, a vida me presenteou com esses amigos e um reencontro...espero não fazer feio...só de pensar, meus olhos se enchem de lágrima...espero esbanjar sorrisos e brilho no olhar.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Dia das mães 2014


Esse dia das mães foi particularmente difícil para mim. Senti muita falta da minha avó, quem me criou, a vó Irene. Senti muita falta da minha mãe. A Dona Celi...e chorei baldes de água...uma dor infinita, uma saudade doída, amarga que nem giló...porque me sinto "roubada" no sentido em que elas não estão aqui, não posso abraçá-las, não posso ter experiências com elas, compartilhar meu amor, minha família linda, minha vida e isso faz muita falta. Eu acho que é parte do meu aprendizado aprender a valorizar a família, as relações, porque as perdi quando tinha 16 (avó) e depois (21) anos. Elas não me viram me formar, não acompanharam meus amores, minhas dores, minhas vitórias, meus tombos, minhas decisões e apesar de terem conhecido o Rodrigo ainda adolescente, quando nem namorávamos ainda...eu adoraria compartilhar um pouco das nossas vidas com elas e lógico, adoraria que elas vivenciassem o amor do Miguel...isso dói e eu entro no chuveiro e choro...muito...e choro quando vejo adultos postando fotos com suas mães e não tenho as minhas. Tive duas ainda criança e na vida adulta, nenhuma...enfim. Todo estudo e esclarecimento nos fazem racionalmente lidar com essa dor, mas emocionalmente é assim que me sinto. Tive que juntar os cacos e controlar minha emoção para não estragar o dia das mães de ninguém. Do meu filho, do meu marido e familiares e lógico, me abri para aceitar as coisas boas desse dia. Senti falta de ver a família reunida, tanto do meu lado quanto do lado do Rodrigo, como num lindo e inesquecível dia das mães que fizemos aqui em casa, com direito a acordeon e poesia, e cantinho para as crianças (quando Miguel nem sonhava em nascer, eu já me preocupava com as crianças nas festas e encontros) e aí bateu mais dor, mas eu escolhi sentir e receber mais amor.


Amor de conhecer o apt novo da minha cunhada, que manda muito bem em decoração.

Amor nos tags feitos pelo meu designer e amigo Henrique. Ficaram lindos e deram o tom festivo e encantador que eu gosto. As matrioskas foram presentes da Rossana. Confesso que não gostava dessas bonecas antes de ganhá-las. Tinha uma implicância. Mas o Miguel foi crescendo e sempre amou descobrir uma dentro da outra e tentar guardar de volta e compreendi o sentido de maternidade das campesinas Russas e por isso, usei na campanha da minha empresa, a Biblio Ideias. E lógico, pensava em todas as mulheres maternais que a vida me proporcionou e ainda me proporciona.



Avó, mãe duas vezes e com açucar. Hoje Miguel tem a dádiva de conviver com a avó paterna, que ontem aniversariou!

Junto com o genro. Programa 3 em 1: dia das mães, aniversário do Thiago e aniversário da Marly.


Esses dois juntos, lindo de ver...sempre registro...


Tags do Henrique em nosso café da manhã em casa. Rodrigo sempre sai e faz um café da manhã com delícias para mim, ou me leva a algum lugar.


Esse ano as bandeirolas ajudaram a inaugurar a Dolce Gusto da Nespresso, Adriana Barra, cheia de flores, feminina que só e faz um café muito bom!!!! Faz chá, faz capuccino, machiatto, dentre outros. Café com capsula é muito bom, agora entendo o orgulho das amigas que ganharam a sua Nespresso. Um momento para curtir, degustar, apreciar e sem sujeira e com bossa! Rodrigo descobriu um clube de vantagens do cartão do banco e conseguiu com a Lu escolher esse presente de dia das mães. Ele comprou 3 tipos de café, me ensinou a usar a cafeteira e a escolher a xícara e ainda disse que vai guardar as capsulas para fazer novas receitas (tirei na loteria, né?). Gratidão, amor!


Depois, fomos encontrar os aniversariantes e conhecer o apt da minha cunhada. Flores, abraços, lembrancinhas e muita farra com as crianças.


Bolo de tapioca da bourlangerie La Bicyclette, que eu conheci ontem, com minha cunhada, indo comprar o bolo de tapioca com doce de leite e outro de fondant. Ela disse que o dono veio da França e só sabia fazer pão, de maneira sustentável, orgânica e vendia com bicicleta pelas casas, cresceu, abriu para café em uma garagem, cresceu e virou rede. Show, né? Foi um presente conhecer e provar desse empreendedorismo de sucesso!


Depois fui dar um beijo na minha tia, que terminou de me criar e permitiu que eu estudasse e me formasse, e ainda me deu uma prima filha e afilhada que tanto amamos.


Essa foto é do café, da Nespresso Adriana Barros, que fica lindo de ver...daí a transparência da xícara, bem escolhida pelo Rodrigo. Eu senti falta de comprar minhas louças. Todo mês comprava na Leader, louças avulsas, com cara de bistrô...amo esse universo!


Fui ver minha irmã filha, que conseguiu uma casa linda, tá mais tranquila e animada e é Dinda do meu filhote e ganhou flores ontem.


Olhei essa pessoinha que gerei, pari e estou criando. Peço luz divina, saúde, para vê-lo criado, com sua família.


Flores, Matrioskas...universo fofo!


Bolo, flores, mais universo fofo!


Vê-los juntos é lindo!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...